Ex-espião acusado de assassinato em Londres pode ser prefeito

Andrei Lugovoi, ex-agente da KGB buscado pela Grã-Bretanha pelo envenenamento com material radioativo do dissidente russo Alexander Litvinenko, pode ser candidato a prefeito de Sochi, que será sede dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2014.

AFP |

Lugovoi, procurado pelo assassinato Litvinenko com polônio em 2006 em Londres, seria um "bom candidato", afirmou uma porta-voz do Partido Democrático Liberal (LDPR, nacionalista).

Lugovoi, ex-agente dos serviços secreto da KGB e que foi segurança no Kremlin pós-URSS, nega envolvimento na morte de Litvinenko.

Desde que a Grã-Bretanha pediu sua extradição, o espião passou a ter uma importante presença pública na Rússia. Em 2007 se tornou parlamentar e Moscou sua recusa a autorizar a extradição.

Litvinenko, um ex-agente russo crítico do regime do então presidente Vladimir Putin, morreu em consequência de um envenenamiento com polônio 210, uma substância pouco comum e altamente radioativa, em 23 de novembro de 2006 em Londres.

Pouco antes de ficar gravemente doente, Litvinenko tomou chá com Lugovoi em um hotel londrino.

ao/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG