Suleimaniya (Iraque), 20 jul (Efe) - A artilharia turca e iraniana lançou vários ataques entre sábado e hoje contra posições de milicianos do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) em zonas fronteiriças do norte do Iraque, segundo fontes militares do Curdistão iraquiano. Os bombardeios, que se centraram em áreas das províncias de Suleimaniya e Duhok (norte), não deixaram mortos, mas causaram o incêndio de várias plantações e a morte de cabeças de gado, segundo Hassan Abdallah, governador da comarca de Pishdar, em Suleimaniya e de Jabbar Yawar, um porta-voz das forças do Curdistão iraquiano Este é o quarto dia consecutivo que o Irã tenta causar baixas aos homens armados do Partido para a Vida Livre no Curdistão (Pejak, facção iraniana do PKK), que se refugiam nas montanhas de Qandil e exigem, desde sua criação, em 2004, a fundação de um Estado curdo independente. Jabbar Yawar disse à Agência Efe que a artilharia iraniana tinha disparado canhões contra as montanhas Qandil desde as 23h até a 1h da madrugada (hora local) e que arderam vários cultivos e morreram varias cabeça de gado. Além disso, ainda podem ser vistos vários focos de incêndio na zona.

O porta-voz militar acrescentou que os habitantes das povoações de Razga e Maradoo, na comarca de Pishdar, 165 quilômetros ao oeste da cidade de Suleimaniya, estão se preparando para abandonar suas casas se os ataques persistirem.

Em outro bombardeio iraniano ocorrido entre sexta-feira e sábado, pelo menos uma menina ficou ferida, segundo responsáveis curdo-iraquianos. EFE fdh/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.