Exército tailandês nega estar planejando um golpe de Estado

O porta-voz do Exército tailandês negou nesta quinta-feira que os militares estejam planejando dar um golpe de Estado, em meio a rumores que apontam para uma intervenção para acabar com a instabilidade política no país asiático.

AFP |

"O Exército moveu tanques por razões estratégicas, mas podemos confirmar que não há qualquer golpe de Estado e que o Exército não está em alerta", declarou à AFP o porta-voz, coronel Sunsern Kaewkumnerd.

Pouco antes, o governo tailandês pediu aos militares que permaneçam em seus quartéis, ao mesmo tempo que circulam rumores de golpe de Estado em um país em colapso pelas manifestações da oposição, informou o porta-voz do gabinete do primeiro-ministro Somchai Wongsawat.

"Quero pedir a todos os militares que cumpram para com suas obrigações normalmente, que não façam nenhum movimento e nem permaneçam em estado de alerta", disse o porta-voz, Nattawut Saikuar, à rádio nacional.

"O pedido pretende acabar com os rumores de golpe de Estado", acrescentou.

As manifestações dos últimos dias forçaram o fechamento dos dois aeroportos de Bangcoc.

O comandante das Forças Armadas, general Anupong Paojinda, pediu na quarta-feira que o primeiro-ministro convocasse novas eleições, mas negou que estivesse dando um golpe de Estado.

ask/cn/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG