Exército, Polícia, presos e doentes começam a votar em pleito iraquiano

Bagdá, 4 mar (EFE).- Cerca de 850 mil iraquianos, entre soldados, policiais, presos e pacientes de hospitais, começaram hoje a votar em uma antecipação do pleito parlamentar do próximo domingo, que vai eleger a nova coalizão governante.

EFE |

A maioria dos centros eleitorais especiais, aproximadamente 450, abriu suas portas às 8h locais (2h em Brasília), como estava previsto, embora em algumas províncias o processo de votação tenha começado uma hora antes.

Para a votação do domingo, 18,9 milhões de iraquianos estão convocados para depositar seus votos em 64 mil urnas instaladas em aproximadamente 9 mil centros de votação distribuídos por todo o país, segundo dados das autoridades eleitorais.

A participação de policiais e militares, que faziam fila nos centros de votação desde as primeiras horas de hoje, é complicada, pois pode afetar o desdobramento de segurança montado em torno das votações.

Mais de 6 mil candidatos concorrerão nestas eleições, buscando as 325 cadeiras do Parlamento.

Segundo a missão da ONU no Iraque, aproximadamente 300 mil trabalhadores foram instruídos para dirigir o processo eleitoral, e aproximadamente 500 observadores internacionais e 250 mil locais estarão em distintas zonas do Iraque para fiscalizar a jornada eleitoral. EFE am/fm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG