Exército paquistanês mata pelo menos 43 insurgentes na fronteira afegã

KHYBER - O Exército do Paquistão matou neste sábado pelo menos 43 insurgentes islamitas e destruiu seu quartel-general na zona tribal de Khyber, na fronteira com o Afeganistão.

Redação com agências internacionais |

Helicópteros armados, tropas paramilitares e unidades de artilharia executaram uma ofensiva contra a base do movimento islamita Lashkar-e-Islam no vale de Tirrah, anunciaram fontes oficiais.

AFP
Diversas casas ficaram totalmente destruídas com ataques

Foram destruídos pelo menos seis veículos e 15 casas dos fundamentalistas, de acordo com um comunicado.

"Um importante centro do (grupo extremista islâmico) Lashkar-e-Islam (LI) que estava sendo utilizado como esconderijo e campo de treinamento foi destruído na ação militar", afirmou o Exército na nota.

As forças da Guarda de Fronteiras iniciaram há cinco dias uma operação por terra e ar contra o LI, uma organização proibida com grande influência em Khyber, demarcação por onde passa a principal passagem terrestre entre Paquistão e Afeganistão.

Neste período, as tropas mataram quase 100 fundamentalistas e detiveram cerca de 70. Na ofensiva de hoje, segundo o comunicado, vários insurgentes ficaram feridos.

O balanço de 43 mortos não pôde ser confirmado com fontes independentes, já que a região está sob controle militar.

AFP
Soldado faz patrulha em área de conflito no Paquistão


O noroeste do Paquistão e suas zonas tribais são cenário de violência desde que centenas de talibãs e membros da rede terrorista Al-Qaeda se refugiaram na região depois da invasão do Afeganistão em 2001 por uma coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos.

*Com informações da AFP

Leia mais sobre: Paquistão


    Leia tudo sobre: ataquemortospaquistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG