Exército paquistanês mata 66 talibãs perto de zonas tribais

As forças de segurança do Paquistão mataram 66 supostos islamitas nas últimas 24 horas, dentro de sua ofensiva contra as posições dos talibãs perto das zonas tribais situadas do noroeste do país, informou nesta quinta-feira o exército paquistanês.

AFP |

Segundo o balanço diário publicado pelo exército paquistanês, "34 terroristas morreram e outros três foram detidos no distrito de Bannu, na fronteira com os departamentos semiautônomos de Waziristão do Norte e do Sul", onde Washington afirma que se escondem os insurgentes talibãs e combatentes da Al-Qaeda.

O exército acrescentou que 22 insurgentes foram mortos e um número indeterminado deles foi ferido no Waziristão do Sul, em resposta a um ataque organizado por "400 terroristas" contra seus acampamentos. Três soldados morreram nos enfrentamentos e cinco foram feridos.

Na mesma zona, a cerca de 100km mais a norte, o exército anunciou ter matado 10 supostos rebeldes em um de seus redutos no vale do Swat, uma região onde os soldados paquistaneses tentam acabar com a insurreição desde final de abril.

O exército afirmou ter matado mais de 1.440 insurgentes desde que lançou esta ofensiva em 26 de abril, embora seja impossível comprovar estes dados com fontes independentes.

As tropas paquistanesas estão envolvidas há mais de seis semanas em combates contra os islamitas em três distritos do noroeste do país, em torno do Vale do Swat.

hk/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG