Exército paquistanês mata 22 militantes islâmicos nas zonas tribais

Pelo menos 22 militantes islâmicos foram mortos nesta quarta-feira na zona tribal do Paquistão, na fronteira com o Afeganistão, durante uma operação do Exército paquistanês, afirmou à AFP uma fonte dos serviços de segurança.

AFP |

Tropas terrestres apoiadas por artilharia, blindados e aviões de combate enfrentaram supostos seguidores da Al-Qaeda no distrito de Bajaur, segundo esta fonte, que não quis ser identificada.

Vinte e dois rebeldes foram mortos, afirmou a mesma fonte, destacando que os militares paquistaneses continuam patrulhando a área em busca de combatentes islâmicos.

O Exército lançou há quatro semanas uma ampla ofensiva neste distrito do noroeste do Paquistão e no vale do Swat, regiões famosas por serem feudos da Al-Qaeda. As autoridades afirmam ter matado desde então mais de 500 combatentes islâmicos.

Mais de 200.000 pessoas tiveram que fugir de suas aldeias por causa da violência, segundo o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV).

str/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG