Exército paquistanês mata 16 em ataque a reduto talibã

Islamabad, 28 jun (EFE).- Pelo menos 16 supostos talibãs, quatro deles estrangeiros, morreram nos bombardeios da Força Aérea paquistanesa sobre a região tribal do Waziristão do Sul, reduto do líder dos talibãs no país, Baitullah Mehsud, informou hoje uma fonte oficial.

EFE |

Outros dez fundamentalistas ficaram feridos nos ataques aéreos de ontem contra refúgios talibãs na região de Ladha, destacou a fonte, citada pela rede de TV "Dawn".

O anal "Geo TV" também ouviu de uma fonte militar que 16 pessoas morreram nos bombardeios. Mas líderes tribais dizem que os mortos chegam a 25.

Ontem, pela primeira vez o comando militar paquistanês admitiu bombardeios no Waziristão do Sul, onde há duas semanas as autoridades lançaram uma operação contra os talibãs.

Hoje, o Governo publicou na imprensa anúncios em que oferece 50 milhões de rúpias (US$ 615 mil) a quem der informações que levem à capturar de Mehsud.

O chefe do Comando Conjunto Central americano, general David Petraeus, visitou o Paquistão neste domingo. O oficial se reuniu com o chefe do Exército, Ashfaq Pervez Kiyani, para discutir assuntos de "mútuo interesse", destacou um comunicado militar. EFE igb/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG