Exército paquistanês mata 14 insurgentes no Vale de Swat

Islamabad, 6 jul (EFE).- O Exército paquistanês matou 14 fundamentalistas durante as últimas 24 horas no conflituoso Vale de Swat, principal cenário de sua operação em grande escala contra a insurgência talibã no norte do país, informou hoje o comando militar.

EFE |

Segundo um comunicado, as forças de segurança mataram 14 insurgentes em diversos enfrentamentos na zona de Tiligram.

As tropas lançaram também ataques em outras partes do vale, nos quais três militares ficaram feridos.

A operação que o Exército iniciou no final de abril em Swat e em outros distritos adjacentes causou a morte de mais de 1,6 mil insurgentes e cerca de 100 soldados até o momento, segundo cálculos militares que não têm comprovação independente.

Esta ofensiva militar, que está em sua "fase final", segundo as autoridades, e outras que ocorreram em 2008 no noroeste do Paquistão causaram o êxodo de mais de 1,9 milhão de civis, de acordo com dados provisórios do Governo e da ONU.

As autoridades anunciaram recentemente que, em várias áreas do norte, as condições já são adequadas para o retorno dos deslocados, mas o porta-voz do grupo especial do Exército para a ajuda aos civis, coronel Wasim Shahid, disse hoje à Agência Efe que o comando militar ainda não deu o sinal verde.

"O plano de retorno não foi anunciado. Ainda não há autorização (do comando militar). Se Deus quiser, chegará em dois ou três dias", disse a fonte.

De acordo com Shahid, mais de 4,8 mil famílias de deslocados retornaram oficialmente a suas casas nas últimas duas semanas.

No entanto, o número real de pessoas que voltaram para casa "bem maior", de acordo com esta fonte. EFE igb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG