O Exército paquistanês matou, na quinta-feira, mais de 100 militantes no noroeste do país, perto da fronteira afegã, depois que os rebeldes armaram uma emboscada contra uma patrulha de segurança, informou uma fonte do governo na madrugada de sexta (hora local).

"Lançamos ataques contra esconderijos rebeldes em Bajaur e destruímos vários complexos que eles estavam utilizando", disse esse responsável à AFP, que pediu para não ser identificado.

"De acordo com as últimas informações procedentes da região, morreram entre 80 e 100 militantes", acrescentou.

Segundo ele, esse balanço tem como base as comunicações dos militantes interceptadas pela inteligência paquistanesa.

A emboscada foi armada perto da cidade Inayat Kili, declarou a mesma fonte, destacando que o posterior ataque militar destruiu por completo um mercado utilizado pelos talibãs como refúgio.

rj/tt

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.