Exército mexicano detém suposto líder do Cartel do Golfo

México, 9 mai (EFE).- O Exército mexicano deteve o suposto narcotraficante Rafael del Ángel Vélez Morales, conhecido como El Fayo, líder do Cartel do Golfo na zona de Cancún, no estado de Quintana Roo, onde extorquia diversos empresários, informou hoje a Secretaria da Defesa Nacional (Sedena) mexicana.

EFE |

Em comunicado, a secretaria afirma que, junto com o criminoso, que foi identificado também com o nome de José Manuel Figueroa Martínez, foram detidos sua amante brasileira, Iane Correa, e outros membros ativos do mesmo cartel, que domina fundamentalmente o trânsito de droga pelo Caribe e pelo leste do México.

Os outros detidos são Ulises Pinto, que, ao ser capturado, se identificou como "agente ativo da Polícia Federal", Ledyna Mejía, Cristian Maribel Gómez e Einar Escott.

Com a informação oferecida por El Fayo, também foram presos Asael Jiménez ("El Indio"), Luis Manuel Pérez ("Luizon"), Ricardo Alejandro Herrera ("El Yuca" ou "Tatú") e Gustavo Adolfo Guzmán ("El Gordo"), todos eles pertencentes à mesma célula criminosa.

A informação não indica detalhes da detenção de El Fayo, na qual foram apreendidas "seis armas longas, uma curta, quatro granadas de fragmentação, um pacote de pó branco com as características da cocaína (...), três veículos" e "equipamento de comunicação".

No entanto, indica que Vélez Morales tinha mantido antes da captura uma reunião com líderes do Cartel do Golfo em Veracruz, na qual foram discutidos planos de expansão do grupo criminoso pela Península do Iucatã, que compreende os estados de Campeche, Quintana Roo e Iucatã.

O Cartel do Golfo é um dos mais poderosos do México e domina o tráfico de drogas pelo leste do país, principalmente em Quintana Roo, Veracruz e Tamaulipas. EFE act/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG