México, 25 dez (EFE).- O Exército do México deteve 23 supostos narcotraficantes no sul do país, vários deles policiais, vinculados ao cartel dos irmãos Beltrán Leyva, informou hoje a Secretaria de Defesa Nacional (Sedena).

As detenções ocorreram na localidade de Zihuatanejo, um dos principais enclaves do estado de Guerrero, em posse de diversos entorpecentes e armamento.

Entre eles está o vice-diretor de segurança pública do município, Timoteo Mata, que contava com a proteção de seis policiais, e um ex-membro da Polícia Ministerial de Guerrero, vinculado também ao grupo criminoso dos irmãos Beltrán Leyva, conhecido como "Os Carecas".

O Exército e a Polícia Federal são o instrumento que o Governo mexicano utiliza há dois anos para frear a influência do crime organizado no país.

O cartel dos Beltrán Leyva sofreu vários golpes nos últimos meses em suas estruturas de infiltração nas instituições públicas, onde marcava presença de forma muito profunda.

O Exército viveu esta semana momentos difíceis no México, após a decapitação no domingo passado de oito soldados, também no estado de Guerrero, em represália pelo trabalho da corporação.

"Por cada um de nós que vocês matem, mataremos dez", dizia na ocasião uma das mensagens colocadas junto aos corpos dos oficiais.

EFE jrp/fr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.