Oito rebeldes curdos foram mortos em confrontos com as forças de segurança no sudeste da Turquia, anunciou o Exército neste domingo.

Estes membros do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK, separatistas) foram mortos na manhã de sábado em uma região montanhosa da província de Sirnak, perto da fronteira com o Iraque, destacou o Exército em comunicado.

Os combates começaram depois do assassinato de cinco curdos, membros de uma milícia pro-governamental, na noite passada na mesma província.

Os serviços de segurança também encontraram sábado uma bomba composta de 15 kg de produtos químicos e diesel numa área montanhosa da província de Bingol (leste), segundo o comunicado do Exército.

Considerado uma organização terrorista por Turquia, União Européia e Estados Unidos, o PKK luta desde 1984 pela autonomia do sudeste da Turquia, de maioria curda. O conflito já deixou mais de 37.000 mortos.

O Exército turco reforçou em dezembro sua repressão contra o movimento separatista, intensificando as operações no sudeste do país e conduzindo incursões aéreas contra campos do PKK no norte do Iraque.

su/yw

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.