Exército mata nove insurgentes comunistas no leste das Filipinas

Manila, 25 set (EFE).- Um total de nove rebeldes comunistas do Novo Exército do Povo (NEP) foram abatidos hoje pelo Exército filipino durante uma batida na região oriental das Filipinas, informaram fontes militares.

EFE |

Oito dos guerrilheiros perderam a vida esta manhã durante um tiroteio na província de Albay, a 400 quilômetros ao sudeste da capital, e outro mais morreu por disparos dos soldados na vizinha Sorsogon, segundo o general Arturo Ortiz.

Não houve baixas no bando governamental, segundo Ortiz, chefe da unidade de elite das Forças Armadas das Filipinas.

Em julho, a presidente filipina, Gloria Macapagal Arroyo, deu o sinal verde para o reinício do processo de paz sem exigir um cessar-fogo à guerrilha, como tinha insistido desde que chegou ao poder em 2001, embora ambas partes ainda não se sentaram a dialogar.

O NEP, braço armado do ilegal Partido Comunista das Filipinas, conta com 5.700 a 7.200 combatentes regulares e este ano cumpriu quatro décadas alçado em armas contra as forças governamentais, em um conflito que causa mortes quase diariamente.

Até agora, a guerrilha maoísta mais antiga da Ásia se resistiu a aceitar uma regra que não inclua compromissos concretos em matéria de reforma agrária.

As últimas negociações de paz foram suspensas em 2004, quando Filipinas se negou a que os Estados Unidos e a União Europeia retirassem ao NEP e seu braço político de suas listas de organizações terroristas. EFE csm/fk

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG