Zamboanga (Filipinas), 12 ago (EFE).- Pelo menos dez membros do grupo radical islâmico Abu Sayyaf foram mortos hoje pelo Exército filipino nas selvas do sul do país, segundo fontes militares.

Um grupo de soldados atacou uma base rebelde na ilha de Basilan, 980 quilômetros ao sul da capital. O confronto na região ainda não terminou, destacou a tenente Stefani Cacho, que não falou de mortos entre as tropas.

Os soldados já recolheram os corpos de dez guerrilheiros e apreenderam explosivos e cerca de dez fuzis de assalto.

Fundado em 1991 por ex-combatentes da guerra entre o Afeganistão a União Soviética, o Abu Sayyaf está ligado à Jemaah Islamiya, o braço da Al Qaeda no Sudeste Asiático.

Considerado um grupo terrorista pelos Governos das Filipinas e dos Estados Unidos, o grupo é acusado de inúmeros sequestros e de vários ataques sangrentos nos últimos anos. EFE rp/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.