Exército mata 60 rebeldes na fronteira afegão-paquistanesa

Islamabad - Pelo menos 60 supostos insurgentes morreram nas últimas 24 horas em uma ofensiva das forças de segurança contra refúgios dos fundamentalistas em uma demarcação tribal paquistanesa, na fronteira com o Afeganistão, informou hoje à Agência Efe um porta-voz militar.

EFE |

O tenente-coronel Basir Haider explicou que a operação foi lançada contra vários esconderijos dos insurgentes na zona de Dareazgai Lakaro Mamai Gatt, na área tribal de Mohmand.

Segundo Haider, os combates não deixaram vítimas entre as forças de segurança.

O canal local "Geo TV", que cita um comunicado das autoridades fronteiriças, afirma que pelo menos oito chefes da insurgência morreram durante a ofensiva e que vários refúgios dos fundamentalistas foram destruídos.

No final de 2008, as autoridades do Paquistão decidiram estender a Mohmand a operação militar que tinham lançado no verão na região de Bajaur, um pouco mais ao norte, onde as forças de segurança estão travando intensos combates com a insurgência talibã e asseguraram já ter matado centenas deles.

O cinturão tribal paquistanês limítrofe com o Afeganistão, um território que nunca esteve sob completo domínio do Estado, é o refúgio de vários grupos talibãs e membros da rede terrorista internacional Al Qaeda.

    Leia tudo sobre: afeganistãopaquistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG