Exército mata 2 palestinos em território de Israel

Segundo Exército israelense, palestinos morrem em tiroteio após cruzarem fronteira da Faixa de Gaza armados

EFE |

Soldados israelenses mataram nesta sexta-feira dois palestinos que entraram armados em território israelense, provenientes da Faixa de Gaza, segundo informou o Exército de Israel.

Os palestinos "entraram em Israel pelo sul de Gaza, estavam armados e foram interceptados perto da cidade de Nirim por uma patrulha do Exército", disse um porta-voz militar, que confirmou que os dois palestinos "morreram em uma troca de tiros" com as forças israelenses.

O confronto ocorreu no sudeste da Faixa de Gaza, próximo ao ponto de controle fronteiriço de Kisufin. Os dois homens foram mortos em território israelense, do outro lado da barreira de segurança que marca a fronteira com o sul da Faixa de Gaza, informou a rádio estatal.

Ainda na madrugada desta seta-feira, o Exército israelense bombardeou três túneis no norte e no sul da Faixa de Gaza, em represália aos foguetes lançados nos últimos dois dias. Os aviões de Israel bombardearam dois túneis por onde passam mercadorias contrabandeadas na região de Rafah, no sul, e outro subterrâneo no norte da Faixa de Gaza, próximo à cidade de Beit Hanoun. Tais bombardeios não deixaram mortos ou feridos.

Correio bloqueado

Israel interrompeu o serviço postal de correio oficial palestino entre Gaza e Cisjordânia, informou nesta sexta-feira a agência de notícias palestina "Ma'an".

O transporte de documentos oficiais entre os territórios palestinos permanece suspenso desde a última quarta-feira, indicou Maher Abu Ouf, diretor do lado palestino da passagem fronteiriça de Erez, no norte da faixa.

A interrupção do serviço aconteceu depois que as forças israelenses detiveram Sufian Abu Zubda, funcionário do serviço postal oficial em Gaza, na quarta-feira. O motivo da detenção ainda é desconhecido. Uma porta-voz militar israelense se recusou a falar sobre o fato, pois a sexta-feira é um dia não laboral em Israel.

Gaza sofre forte bloqueio israelense, apoiado pelo Egito, desde que o movimento islamita Hamas tomou o poder na faixa em junho de 2007 e expulsou as forças leais ao presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, que governa na Cisjordânia.

    Leia tudo sobre: IsraelCisjordâniaFaixa de Gaza

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG