Beirute, 10 jul (EFE).- O Exército libanês conseguiu hoje restabelecer a calma na cidade de Trípoli, onde os violentos combates entre simpatizantes da maioria e da oposição deixaram pelo menos cinco mortos e 84 feridos desde terça-feira passada.

As Forças Armadas anunciaram em comunicado que "tinham reforçado suas posições nas áreas sensíveis, para colocar fim aos incidentes de segurança, que ameaçam a vida dos cidadãos", em referência, principalmente, aos bairros de Jabal Mohsen e Bab al-Tebane.

As tropas enfrentarão "de modo firme qualquer pessoa que atirar", acrescenta o texto, que pede contenção às partes e que não respondam às provocações.

O cessar-fogo deveria ter entrado em vigor nesta quarta-feira à noite às 21h (15h de Brasília), mas começou a ser efetivo a partir de hoje às 7h (1h de Brasília).

Os principais líderes religiosos e políticos de Trípoli mantiveram ontem uma série de reuniões para colocar fim à situação, e reivindicaram a intervenção do Exército.

Em declarações hoje ao jornal "An-Nahar", o mufti de Trípoli, Malek Chaar, disse que a situação nesta cidade, a segunda maior do Líbano, "precisa da ajuda de todos" e disse que apoiava os esforços militares para manter a estabilidade e garantir o retorno de seus habitantes.

Muitos moradores fugiram de casa diante da intensidade dos combates e buscaram refúgio em outros bairros mais tranqüilos. EFE ks/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.