Exército libanês ordena cessar-fogo em Trípoli após dia de violência

Beirute, 9 jul (EFE).- O Exército libanês ordenou hoje um cessar-fogo a partir das 21h no horário local (15h de Brasília) em Trípoli (norte do Líbano), onde os combates já deixaram três mortos e 66 feridos desde a noite de ontem.

EFE |

As Forças Armadas libanesas informaram em comunicado que todos aqueles que não respeitarem o cessar-fogo serão alvo dos militares.

Trípolí é palco, há mais de um mês, de enfrentamentos esporádicos entre partidários da maioria parlamentar e da oposição, liderada pelo grupo xiita Hisbolá.

Os enfrentamentos, que prosseguem de forma intermitente, baixaram de intensidade ao longo da tarde de hoje, embora tenham sido retomados, de modo violento, a partir das 19h no horário local (13h de Brasília).

As autoridades de Trípoli pediram a intervenção do Exército para tentar estabilizar a situação na cidade, e inclusive fizeram um apelo ao presidente Michel Suleiman.

Os combates começaram após a meia-noite de hoje, depois do lançamento de um foguete do bairro de Jabal Mohsen, de maioria alauí -uma seita xiita aliada do Hisbolá-, contra o de Bab al-Tabbaneh, de maioria sunita.

A deterioração da situação na cidade durante o último mês coincide com as tentativas frustradas da classe política libanesa para formar um Governo de união nacional, como estipula o Acordo de Doha.

Graças a este documento, aprovado em 21 de maio, o Líbano elegeu um novo presidente, Michel Suleiman, após meses de um "vácuo de poder", que deu origem a uma grave crise que provocou fortes combates em todo o país. EFE ks/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG