Exército israelense mata egípcio que cruzou ilegalmente a fronteira

O Exército de Israel matou no sábado à noite um jovem beduíno egípcio que cruzou ilegalmente a fronteira entre Egito e Israel, informaram fontes dos serviços de segurança.

AFP |

Attia Mosleh Oda, 30 anos, foi ferido pelos soldados israelenses quando cruzou a fronteira e não resistiu aos ferimentos, segundo a mesma fonte.

As autoridades israelenses entregaram o corpo do jovem ao Egito.

Os 250 km da fronteira que vão do extremo sul da Faixa de Gaza a Eliat, ao longo do deserto do Sinai, se tornou um local importante de passagem para os imigrantes, demandantes do asilo, assim como para os traficantes de droga.

str-iba/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG