Exército israelense mata cinco palestinos em Gaza

O Exército israelense matou cinco palestinos na noite desta terça-feira, durante uma operação na Faixa de Gaza, segundo balanço de uma fonte médica palestina.

AFP |

O incidente é o mais grave desde a instauração de uma trégua entre Israel e os grupos armados, em junho.

Um membro do braço armado do movimento radical islâmico Hamas, que controla a Faixa de Gaza, morreu em um tiroteio e outros três combatentes ficaram feridos, informaram à AFP os serviços de emergência locais.

Outros quatro palestinos morreram em duas incursões aéreas israelenses na mesma área, perto das localidades de Dir el Balah e El Bureij, segundo as mesmas fontes.

Um porta-voz militar indicou, por sua vez, que uma unidade operava nas proximidades da fronteira "após a descoberta de um túnel usado para seqüestrar soldados".

"O túnel foi descoberto a 250 metros da fronteira com Israel e estava pronto para ser usado", acrescentou o porta-voz, destacando que "a unidade retornará para o território israelense assim que concluir sua missão", durante a noite.

Além disso, o porta-voz afirmou que esta "operação pontual não representa uma violação da trégua".

Por outro lado, alguns palestinos lançaram morteiros em direção a Israel, sem causar danos ou feridos, segundo uma fonte militar.

O porta-voz confirmou os dois ataques aéreos e informou que seus alvos eram grupos armados que disparavam morteiros.

Pelo menos 544 pessoas, quase todas palestinas (a maioria militantes de grupos armados), morreram desde a retomada das negociações de paz entre israelenses e palestinos, em novembro de 2007, segundo cálculos da AFP.

sa-ms/ap/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG