Exército israelense dispersa manifestação contra colônia ilegal na Cisjordânia

O Exército israelense dispersou nesta quinta-feira manifestantes palestinos e israelenses que ocupavam o assentamento ilegal de Yad Yair, próximo de Ramallah, na Cisjordânia, para protestar contra sua conservação.

AFP |

"A colina ilegal simboliza a colaboração entre o Exército e os colonos. Se nós conseguimos o controle do local sem problemas, o Exército também pode conseguir", declarou Jonathan Pollak, um manifestante pacifista israelense.

Cinqüenta ativistas de esquerda apoiados por pacifistas internacionais tomaram o controle da colônia, que estava vazia, durante várias horas e substituíram a bandeira israelense pela palestina.

O Exército israelense fez vários tiros para o alto para dispersar a manifestação, enquanto os colonos voltavam ao assentamento.

Três manifestantes, um israelense e dois palestinos, foram detidos, segundo jornalistas.

Israel se comprometeu perante os Estados Unidos a desmantelar as centenas de colônias ilegais na Cisjordânia, como parte das negociações de paz com a Autoridade Palestina. No entanto, até agora, a promessa não foi cumprida.

Para a comunidade internacional, todas as colônias nos territórios palestinos ocupados desde junho de 1967 por Israel são ilegais, tenham ou não obtido autorização das autoridades israelenses.

hsa/cl/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG