BAGDÁ (Reuters) - Militares iraquianos descobriram 30 corpos decompostos em uma série de túmulos rasos na instável província de Diyala, no norte do país, disse o exército neste sábado. Os corpos foram encontrados em um período de três dias na vila predominantemente xiita de Albu-Toma, ao norte de Bagdá. O vilarejo já foi dominado por militantes da organização islâmica sunita al Qaeda, que promoviam frequentes massacres de xiitas.

"Sabemos que essa área possui muitos túmulos. Poderemos achar mais corpos no futuro", disse à Reuters um oficial do exército que não quis se identificar por não ter recebido permissão para falar.

As forças de segurança do Iraque descobrem túmulos coletivos frequentemente, a maioria deles feita durante um conflito sectário entre 2006 e 2007 que deixou o país na iminência da guerra civil. A polícia encontrou 23 corpos em um túmulo coletivo em uma região próxima da cidade de Samarra na última quarta-feira.

(Reportagem de Khalid al-Ansary)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.