Exército iraquiano assume o controle de mais uma província no Iraque

As forças da coalizão internacional transferiram nesta quarta-feira para o Exército do Iraque o controle da província xiita de Diwaniya, no centro do país, que se tornou a décima província iraquiana a passar ao controle das tropas nacionais.

AFP |

"Recebemos a administração da segurança. Este dia representa uma nova página de uma série de êxitos que demonstram a capacidade e a força das forças iraquianas", declarou o vice-presidente do Parlamento iraquiano, o xeque Khaled al-Attiya durante a cerimônia.

Diwaniyah é a décima das 18 províncias do Iraque cujo controle foi transferido para o Exército nacional.

O conselheiro de segurança nacional do governo iraquiano, Muafak al-Rubaie, disse que o governo local terá que se concentrar na reconstrução da província, situada no centro do país.

Reconstrução

"É hora de os filhos da província virarem a página da segurança e começarem uma nova etapa de reconstrução para criar novos empregos e fazer de Diwaniya a mais próspera das províncias", declarou o conselheiro, que agradeceu à coalizão por sua "contribuição para a estabilidade e a segurança" da província.

Diwaniya "fez grandes progressos em matéria de segurança. Seguiremos ao lado das forças iraquianas em seu esforço para estabelecer uma segurança viável", declarou o tenente general Lloyd Austin, comandante das forças norte-americanas na província.

A transferência do controle da segurança estava prevista para 30 de junho, mas foi adiada devido às condições meteorológicas.

O Exército norte-americano alegou as mesmas razões para cancelar a cerimônia de transferência da administração da província de Al-Anbar, feudo da insurreição sunita anti-americana.

Em maio, o general David Petraeus, comandante das forças norte-americanas e aliadas no Iraque, afirmou que a transferência do controle de todas as províncias não deve ser concluída antes do final do ano.

As forças iraquianas controlam agora dez províncias: Diwaniya, Missan, Muthanna, Bassora, Zi Qar, Najaf, Kerbala e as três províncias curdas de Dohuk, Suleimaniye e Erbil.

Região conturbada

Diwaniyah foi cenário de fortes confrontos entre as duas poderosas milícias xiitas, o Exército do Mahdi do clérigo radical Moqtada al-Sadr e as forças do líder conservador Abdel Aziz Hakim, um dos principais aliados do primeiro-ministro iraquiano Nuri al-Maliki.

Em novembro passado, tropas iraquianas, norte-americanas e polonesas lançaram uma vasta ofensiva na cidade de Diwaniya, capital da província de mesmo nome, para restabelecer a ordem na cidade de um milhão de habitantes.

Dezenas de milicianos xiitas, em sua maioria leais ao Exército do Mahdi, foram detidos.

O Exército norte-americano anunciou nesta quarta-feira a morte de dois militares em baluartes ou antigos baluartes da Al-Qaeda.

Com estes novos casos chega a 4.120 o número de militares norte-americanos mortos desde a invasão norte-americana do Iraque, em março de 2003, segundo uma contagem estabelecida pela AFP com base no site independente www.icasualties.org .

Leia mais sobre: Iraque

    Leia tudo sobre: iraque

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG