Exército equatoriano afirma ter matado rebelde colombiano na fronteira

Quito, 7 ago (EFE).- O Comando Conjunto das Forças Armadas do Equador informou hoje que uma patrulha do Exército nacional abateu um suposto subversivo colombiano quando fazia uma vigilância na zona selvática da província amazônica de Sucumbíos, perto da fronteira com a Colômbia.

EFE |

Segundo um comunicado oficial, o fato aconteceu quando patrulhas de controle militar da Força de Tarefa N. 1 Norte estavam em uma zona selvática da fronteira, onde localizaram membros de grupos armados ilegais da Colômbia que tinham entrado ilegalmente em território equatoriano.

Houve, então, um combate entre a patrulha do Exército equatoriano e os guerrilheiros, no setor de Barranca Bermeja, na zona equatoriana fronteiriça de Sucumbíos.

O confronto causou a morte de um militante das forças ilegais da Colômbia e não houve baixas nem feridos nas fileiras militares equatorianas, explicou o comunicado do Comando Conjunto.

O relatório militar não explica se o confronto corresponde a uma notícia emitida por vários meios de comunicação equatorianos, que advertiam da detenção de dois supostos guerrilheiros da Frente 48 das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), em um setor de Sucumbíos.

Segundo a versão jornalística, os supostos guerrilheiros tinham em seu poder mantimentos e duas latas de gasolina, informou a cadeia "TC Televisión". EFE fa/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG