Exército dos EUA registra alta em número de suicídios

Washington, 12 fev (EFE).- O secretário do Exército dos Estados Unidos, Pete Geren, ordenou hoje que durante 30 dias todos os comandantes conversem com os soldados sobre cuidados com o estresse, depois de se registrar no último ano um número sem precedentes de suicídios nesse contingente.

EFE |

O Exército informou que amanhã haverá uma pausa coletiva para 7.735 militares ativos, enquanto 1.797 da Reserva receberão "instruções sobre liderança, prevenção do suicídio, destrezas para lidar com crises e o bem-estar".

Além disso, no dia 15 de fevereiro começará um período de reciclagem de 30 dias para todos os soldados.

Durante esse período, os comandantes em todo o Exército "passarão instruções para suas tropas instrução sobre como reconhecer a conduta suicida e como prevenir que seus colegas entrem em crise".

O Exército informou na semana passada que durante 2008 foram registrados 129 suicídios entre soldados da instituição, a taxa mais alta em quase três décadas.

Uma investigação militar determinou que entre as causas dessas mortes estão o mal ambiente de comando, problemas em relações pessoais e jornadas de trabalho prolongadas e estressantes. EFE jab/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG