Exército dos EUA aumenta seus efetivos em 22.000 homens

Os Estados Unidos vão expandir o tamanho de seu Exército com a incorporação de 22.000 novos efetivos, devido ao esforço das mobilizações no Iraque e no Afeganistão, informou nesta segunda-feira o secretário da Defesa, Robert Gates.

AFP |

"Com o firme apoio do presidente Obama, anuncio, hoje, uma decisão de incrementar temporariamente a força ativa do Exército em 22.000" homens, disse Gates, em entrevista à imprensa.

"Muitas coisas mudaram nos últimos dois anos, o que nos obrigou a reconsiderar se temos meios suficientes para satisfazer as necessidades operacionais atuais", disse Gates, explicando que o total de soldados passará para 569.000.

De acordo com as estimativas sobre a atual mobilização, trata-se de medida "temporária" que chegaria ao auge no ano que vem e diminuiria ao longo dos três anos seguintes.

A iniciativa representa "duras decisões adicionais" para o Pentágono; Gates disse estar "convencido de que é um passo importante e necessário para assegurar o apoio, de forma correta, às necessidades de nossos comandantes em campo.

O anúncio do Pentágono acontece num momento em que oficiais de alta patente citam as repetitivas missões de combate como uma das causas do aumento de suicídios no Exército americano nos últimos dois anos.

Desde 2008, com 128 soldados que perderam a vida, o índice de suicídios passou a ser considerado significativo no Exército.

oh/rpl/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG