Exército dos EUA anuncia morte no Iraque de chefe local da Al-Qaeda

As forças americanas e iraquianas mataram um chefe da Al-Qaeda suspeito de ter preparado atentados suicidas e ataques com carros-bomba, durante uma operação noturna perto de Bagdá, informou neste sábado em comunicado o Exército dos Estados Unidos.

AFP |

O homem, conhecido como Abu Ghazwan al-Hayali, foi morto quinta-feira em sua casa de Tarmiyah, ao norte de Bagdá, durannte uma operação noturna conduzida pelas forças americanas, o Exército iraquiano e os Sahwa, grupos sunitas opostos à Al-Qaeda e financiados pelos Estados Unidos.

Em seu comunicado, o Exército norte-americano apresenta Hayali como "o chefe regional da Al-Qaeda" e o acusa de ter fabricado "carros-bomba que explodiram em Bagdá".

"Além disso, ele dirigia grupos terroristas, e recrutava e treinava mulheres e crianças para cometer ataques suicidas" contra as forças iraquianas e americanas, segundo o comunicado.

As forças americanas e iraquianas mataram nos últimos anos vários líderes locais da Al-Qaeda no Iraque, o que levou a uma redução significativa da violência no país.

jk/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG