(Atualiza com a versão do Exército dos EUA) Bagdá, 19 set (EFE).- O Exército dos Estados Unidos anunciou que entre as vítimas de um ataque registrado hoje perto da cidade de Tikrit, no qual morreram oito pessoas de uma mesma família, havia um suposto dirigente local da Al Qaeda.

O incidente aconteceu na localidade de Douri, cerca de 140 quilômetros ao noroeste de Bagdá. Inicialmente, fontes policiais iraquianas disseram que as oito pessoas morreram após a casa da família ser atingida por disparos de um helicóptero militar.

Em comunicado oficial, a força militar multinacional liderada pelos EUA afirmou que uma das pessoas que morreu estava sendo procurada por suspeita de ligação com a Al Qaeda e por ser responsável de uma célula de ações terroristas na zona.

Segundo a nota, as forças militares sabiam o paradeiro do suposto terrorista e, quando chegaram no local, pediram que se rendesse.

Como o homem não atendeu à ordem e apareceu na porta armado, "com intenções hostis", foi morto.

Também morreram três supostos terroristas e três mulheres, segundo a nota oficial.

As fontes policiais iraquianas afirmam que esse ataque deixou oito mortos, em vez dos sete mencionados pelos porta-vozes militares americanos.

Douri, localidade onde aconteceu a operação, é o lugar onde nasceu Izzat Ibrahim al-Douri, "número dois" do regime de Saddam Hussein. EFE am/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.