Exército do Sri Lanka mata 50 rebeldes tâmeis

Nova Délhi, 1 jan (EFE).- Pelo menos 50 rebeldes tâmeis morreram nos últimos três dias em intensos combates travados contra o Exército cingalês, que anunciou hoje a conquista do município de Paranthan, um dos redutos da guerrilha no norte do Sri Lanka, informou o Ministério da Defesa.

EFE |

"Paranthan e suas áreas contíguas estão agora sob total controle das forças de segurança", diz um comunicado divulgado no site do ministério.

Os choques começaram na terça-feira passada quando as tropas governamentais lançaram uma intensa ofensiva para capturar o território, que tinha permanecido sob controle da guerrilha dos Tigres de Libertação do Tâmil Eelam (LTTE) por dez anos.

No começo do dia, o Exército cingalês concluiu a tomada de Paranthan e agora consolida suas posições no território, enquanto tenta avançar em direção ao leste, segundo a versão do Ministério da Defesa.

Por ouro lado, o site "Tamilnet", afim à guerrilha, assegurou ontem que durante esses combates pelo menos quatro civis perderam a vida e outros 16 ficaram feridos depois que a força aérea do Exército cingalês bombardeasse três núcleos de população civil em uma estrada que leva a Paranthan.

Segundo essa última versão, aviões do Exército atingiram um grupo de casas perto de uma escola e dois assentamentos de refugiados.

Os tigres tâmeis enfrentam há mais de 20 anos as forças governamentais na tentativa de proclamar um Estado independente no norte e no leste do Sri Lanka. EFE mb/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG