Tamanho do texto

Por Ranga Sirilal COLOMBO (Reuters) - As tropas do Sri Lanka mataram pelo menos 34 membros da guerrilha separatista Tigres de Tamil, informou o Exército na sexta-feira. Esta é a mais recente fase de uma operação para tomar os territórios rebeldes, causa das mais sangrentas lutas em uma década.

Depois de tomar uma série de pontos estratégicos dos Tigres da Libertação de Tamil Elam (TLTE) nas últimas duas semanas, o Exército agora enfrenta severa resistência na capital rebelde de Kilinochchi -- um alvo simbólico.

'As tropas mataram 30 terroristas da TLTE e feriram mais 24 nas lutas de quinta-feira', disse um porta-voz do Exército, que não deu seu nome, como é a norma no país. Ele disse que cinco soldados morreram e 14 ficaram feridos no mesmo combate.

O Exército informou mais tarde que recolheu quatro corpos de militantes.

Os rebeldes não foram encontrados imediatamente para comentar sobre as mortes na luta. Mas o site pró-rebelde www.tamilnet.com citou autoridades do grupo que teriam dito que conseguiram afastar os militares, matando pelo menos um soldado.

O TLTE também acusa o Exército de atirar granadas de artilharia em uma área civil em Kilinochchi e destruir uma loja.

'O Exército do Sri Lanka parece estar sempre pronto para tratar todos os suprimentos dos Tamils como uma ameaça e não hesita em destrui-los', disse o comunicado do TLTE.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.