Exército do Sri Lanka diz ter matado 93 guerrilheiros tâmeis

Nova Délhi, 4 abr (EFE).- O Exército do Sri Lanka assegurou hoje ter encontrado 93 cadáveres de guerrilheiros tâmeis após um feroz combate registrado na localidade de Puthukkudiyirippu, onde os rebeldes ainda tentam resistir.

EFE |

Em dois comunicados, o Ministério da Defesa cingalês explicou que as tropas encontraram os corpos de membros da guerrilha dos Tigres de Libertação da Pátria Tâmil (LTTE) em dois pontos da localidade.

Estas mortes "são uma clara prova de que os LTTE estão à beira da derrota total", diz o Ministério, que também divulgou uma lista com o armamento recuperado após os combates.

Ontem, o Exército cingalês reivindicou ter abatido 31 rebeldes no último reduto da guerrilha em Puthukkudiyirippu, onde os LTTE controlam apenas 21 quilômetros quadrados.

Durante 2008, as tropas do Sri Lanka foram encurralando os LTTE no norte da ilha, o que deixou em alerta diversas potências estrangeiras e a ONU diante das dezenas de milhares de civis envolvidos involuntariamente no conflito.

Há mais de 20 anos, os rebeldes do LTTE lutam contra o Exército do Sri Lanka com o objetivo de proclamar um Estado independente nas áreas do país onde predomina a etnia tâmil. EFE amp/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG