Exército do Sri Lanka anuncia fim dos combates e derrota dos separatistas

O comandante do Exército do Sri Lanka anunciou nesta segunda-feira que a ofensiva contra os separatistas tâmeis chegou ao fim, com a derrota dos últimos rebeldes e o controle de todo o território.

AFP |

"Todas as operações militares chegaram ao fim com a captura do último reduto", afirmou o tenente-general Sarath Fonseka.

"Declaramos todo o país livre do terrorismo. Mais de 250 corpos de terroristas estão espalhados neste último reduto", completou.

O Exército havia anunciado mais cedo a morte nesta região dos dois sucessores do líder dos separatistas tâmeis, Velupillai Prabhakaran, fundador e dirigente desde 1972 dos Tigres de Libertação da Pátria Tâmil (LTTE).

Uma alta fonte militar que pediu anonimato informou a morte do próprio Prabhakaran, quando tentava fugir do reduto separatista ao lado dos dois auxiliares.

Uma fonte da presidência cingalesa declarou à AFP que Velupillai Prabhakaran morreu nesta segunda-feira e que o presidente do país, Mahinda Rajapakse, fará um pronunciamento a respeito nas próximas horas.

Segundo fontes militares, Prabhakaran, que não era visto em público há 18 meses, tentou escapar do último reduto tâmil em um comboio formado por uma caminhonete e uma ambulância, mas caiu em uma emboscada.

O Exército já havia encontrado o corpo do filho do líder rebelde tâmil, Charles Anthony, de 24 anos, no território em que os rebeldes estavam encurralados.

Os Tigres Tâmeis anunciaram no domingo o abandono dos combates contra o Exército, admitindo assim a derrota após 37 anos de conflito.

Na terça-feira, o presidente Rahapakse deve proclamar oficialmente o fim de 37 anos de guerra separatista no Parlamento.

aj/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG