Exército do Sri Lanka afirma que matou 250 rebeldes em três dias

O exército do Sri Lanka anunciou nesta segunda-feira que nos últimos três dias matou pelo menos 250 rebeldes tâmeis no nordeste da ilha, cenário de intensos combates entre as tropas de Colombo e o último reduto dos Tigres de Libertação da Pátria Tâmil (TLET).

AFP |

Segundo o porta-voz militar, Udaya Nanayakkara, o exército encontrou nesta segunda-feira os corpos de 80 rebeldes tâmeis depois de uma batalha no nordeste do país, no distrito de Mullaittivu (noreste), onde os militares afirmam ter quebrado uma contraofensiva insurgente.

No total, 100 guerrilheiros morreram entre sexta-feira e sábado, e 150 no domingo na "maior perda para os LTTE em uma só batalha", disse Nanayakkara.

"As forças de segurança também perderam alguns soldados e outros estão feridos", completou, sem revelar números.

Há alguns meses o governo cingalês executa uma vasta ofensiva militar que apresenta como a batalha "final" contra 500 insurgentes tâmeis encurralados em 50 km2 de selva.

No entanto, as afirmações dos militares e de seus inimigos são impossíveis de comprovar de forma independente.

Colombo afirma que 36.000 civis fugiram das zonas controladas pelos tâmeis.

De acordo com a ONU e o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), dezenas de milhares de civis estariam presos entre o fogo cruzado no nordeste da ilha.

aj/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG