Exército do Paquistão diz que matou 14 talibãs em combates em Swat

Nova Délhi, 20 jul (EFE).- O Exército paquistanês afirmou hoje que matou 14 talibãs em combates travados nas últimas 24 horas no Vale de Swat, no norte do país, nos quais também morreu um soldado.

EFE |

Em comunicado colocado em seu site, o Exército disse que suas tropas realizaram operações de busca e limpeza de fundamentalistas na zona de Kamyrai, próxima a Dardiaal, em Swat.

Na "troca de fogo com os terroristas" nessa região, morreu um major do Exército, enquanto 12 fundamentalistas foram mortos.

Em outra operação de rastreamento na aldeia de Gül Shah, nas proximidades de Bar Durshkhela, também em Swat, outros dois talibãs morreram em um tiroteio com o Exército, que os identificou como os comandantes Taj conhecidos como Zarqavi e Zulqarnain.

No boletim militar, que o Exército paquistanês oferece cotidianamente desde que o início de sua grande ofensiva em Swat, no final de abril, a fonte informou sobre operações em vários pontos do vale nas quais outros três "terroristas" foram detidos e houve a apreensão de uma série de armas e munição.

A ofensiva militar em Swat e nos distritos adjacentes causou o deslocamento de 1,9 milhão de habitantes da zona, onde o Exército diz que restam so alguns focos de resistência.

Há uma semana, começou o processo de retorno dos deslocados, que o Governo calcula que se completará em um mês e que já significou o retorno de 45 mil famílias para casa, segundo o comunicado militar.

EFE ja/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG