Exército do Paquistão bombardeia reduto taleban

ISLAMABAD - O Exército paquistanês lançou, neste sábado, bombardeios aéreos sobre um reduto taleban próximo à zona da região tribal onde, na sexta-feira, um helicóptero militar caiu devido a uma suposta falha técnica, informou a imprensa do país.

EFE |

Ao menos 12 supostos insurgentes morreram na ofensiva das forças de segurança contra vários redutos na demarcação noroeste de Orakzai, segundo o canal privado "Geo TV", que não especificou suas fontes.

Vários porta-vozes militares não quiseram fazer comentários à Agência Efe sobre esta ação.

Pelo menos 26 membros das forças de segurança morreram nesta sexta, na queda de um helicóptero MI-17, devido a uma "falha técnica", na zona de Sarah Ghari, em Orakzai, a mais de 30 quilômetros da cidade de Peshawar, de acordo com a versão do comando militar paquistanês.

Um porta-voz do Exército, Basir Haider, disse neste sábado à Efe que, entre os mortos, havia soldados e membros da Guarda de Fronteiras, assim como três oficiais.

"Estão sendo investigadas as circunstâncias do acidente", disse a fonte, que minimizou a credibilidade da informação de que o aparelho tenha caído em consequência de um ataque taleban, como afirmaram alguns líderes insurgentes, em declarações à imprensa local.

O jornal paquistanês "Dawn" também informou, neste sábado, que o helicóptero acidentado transportava 41 pessoas e que todas elas morreram, mas tanto Haider quanto outros porta-vozes militares negaram esta informação.

Segundo especialistas consultados pela Efe, estes aparelhos têm uma capacidade máxima de entre 24 e 26 passageiros e suas condições de manobra e deslocamento ficam complicadas de houver sobrepeso.


Leia mais sobre Paquistão

    Leia tudo sobre: bombaexércitohelicopteropaquistãotaleban

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG