Exército do México ocupa cidade perto de fronteira para enfrentar tráfico

Mais de 1,5 mil soldados do Exército mexicano ocuparam uma cidade perto da fronteira com os Estados Unidos que é disputada por grupos rivais do tráfico de drogas no país. Os soldados, muitos deles usando máscaras para proteger suas identidades, entraram em Ciudad Juarez para tentar retomar o controle da região, onde mais de 2 mil pessoas foram assassinadas durante o ano passado.

BBC Brasil |

Até o final da semana, as autoridades afirmam que pretendem ter 7 mil soldados e policiais na cidade.

Grupos rivais disputam o controle de Ciudad Juarez, que é uma entrada importante para o tráfico de drogas do México para os Estados Unidos.

A cidade tem sido um dos principais cenários da violência na guerra entre quadrilhas do tráfico.

Em todo o México, mais de 6 mil pessoas foram mortas em assassinatos ligados ao tráfico de drogas em 2008, e há o temor de que o governo esteja perdendo o controle da situação.

Em fevereiro, o chefe da polícia de Ciudad Juarez, Roberto Orduna, renunciou ao cargo depois que quadrilhas de traficantes ameaçaram matar pelo menos um policial a cada dois dias até que ele deixasse o cargo.

Antes da renúncia, o prefeito José Reyes afirmava que a cidade não recuaria frente às quadrilhas.

Mas, depois que um policial e um carcereiro foram mortos, o prefeito afirmou que a renúncia de Orduna foi a única forma de as autoridades protegerem os policiais.

Logo após o envio de soldados a Ciudad Juarez, Reyes afirmou que o Exército e as autoridades locais estão trabalhando juntas para ajudar os soldados a cumprir suas tarefas junto com a polícia local e os moradores da cidade.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG