Exército do México captura matador americano de 14 anos

'El Ponchis' foi manchete dos jornais no mês passado por causa dos homicídios que cometeu, incluindo decapitações

Reuters |

AP
Soldados do Exército mexicano escoltam garoto de 14 anos suspeito de trabalhar como matador para cartel do narcotráfico
Soldados mexicanos capturaram um cidadão americano de 14 anos suspeito de ser matador de uma quadrilha de traficante de drogas. A prisão foi feita enquanto ele tentava viajar para os EUA.

Edgar Jimenez, conhecido como "El Ponchis", trabalhava para o cartel de drogas no Estado de Morelos, perto da Cidade do México, informou o Exército nesta sexta-feira.

O adolescente foi pego na noite de quinta-feira enquanto embarcava em um avião na cidade de Cuernavaca, em Morelos. Ele tinha como destino a cidade de Tijuana, que faz fronteira com San Diego, na Califórnia, e viajava com duas irmãs. Acredita-se que uma delas seja amante de um dos chefões do cartel, informou o Exército.

Os três irmãos Jimenez queriam ir a San Diego, onde têm parentes. "El Ponchis" foi manchete dos jornais no mês passado, com notícias de homicídios cometidos por ele, incluindo decapitações. Ele admitiu ter assassinado ao menos sete pessoas e usar drogas, fornecidas por um líder do cartel, de acordo com um comunicado do Exército.

Ao comentar sobre as mortes, Jimenez disse: "Me senti mal fazendo isso. Fui forçado a fazer. Eles disseram que me matariam se eu não fizesse. Apenas os decapitei, mas nunca pendurei (corpos) nas pontes, nunca", teria dito Jimenez, segundo o jornal Reforma.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG