Exército do Iêmen afirma ter matado 11 rebeldes e destruído bases inimigas

Sana, 3 set (EFE).- O Exército do Iêmen afirmou na noite de quarta-feira haver matado 11 supostos rebeldes radicais e haver destruído várias de suas bases na província de Saada (norte), onde desde 11 de agosto travam duros combates.

EFE |

Segundo informou a agência oficial SABA citando fontes oficiais, "várias unidades das Forças Armadas destruíram elementos rebeldes próximos da cidade de Saada", além de destruir cinco postos rebeldes e ocupar outros três abandonados precipitadamente.

O Exército iemenita disse que está usando artilharia e aviões caças para atacar os radicais concentrados em Mastal, And e Sunbol, e que provocou "grandes perdas entre eles".

No dia 11 de agosto, o Exército lançou uma forte ofensiva contra os insurgentes xiitas de Saada.

O enfrentamento entre a milícia e as tropas governamentais começou em 2004, quando centenas de pessoas, incluindo o líder rebelde Hussein Al-Huti, perderam a vida em violentos combates e que acusavam ao Governo de ignorar suas reivindicações.

Desde então, o filho do fundador do grupo, o clérigo Abdelmalik al-Huti, lidera a rebelião nesta província situada ao nordeste de Sana.

Os xiitas representam aproximadamente 30% dos cerca de 25 milhões de habitantes do Iêmen e estão concentrados principalmente no norte do país, especialmente nas regiões de Heya, Zemar e Saada. EFE ka/fk

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG