Exército da Colômbia mata mais um chefe das Farc

Bogotá, 2 mar (EFE).- O exercito colombiano matou no domingo mais um chefe das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), José de Jesús Guzmán, de 59 anos, conhecido com os conhecido como Gaitán e Arnovis Guevara.

EFE |

Comandante da Frente "Antonio Nariño", que atua na região central da Colômbia ele foi morto durante um confronto que levou à detenção de outra guerrilheira e à apreensão de armas.

Na operação, "as forças especiais da 5ª Divisão do Exército apreenderam cinco fuzis, uma metralhadora M-60, munição e equipamento de comunicação", acrescentou o Exército.

Segundo as autoridades militares, "Gaitán" participou de numerosos ataques, entre eles o de junho de 2005 à base militar de Teteyé, em Puerto Asís, no departamento de Putumayo, onde 25 soldados foram assassinados.

Também foi ele quem ordenou e executou, segundo o Exército, explosões em numerosas instalações e empresas, como o atentado de setembro de 2008 contra os supermercados Carrefour de Bogotá.

Na sexta-feira, outra operação do Exército colombiano matou dez membros das Farc e prendeu outros 11, entre eles conhecido como "Negro Antonio".

Além disso, no sábado, o ministro da Defesa, Juan Manuel Santos, e o comandante das Forças Militares, geral Freddy Padilla de León, mostraram a um grupo de jornalistas as cavernas que serviram de esconderijo, hospital e fábrica de explosivos ao Bloco Oriental das Farc. EFE erm/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG