Exército confirma morte de 15º militar após terremoto no Haiti

O Exército brasileiro informou neste domingo que recuperou o corpo do major Francisco Adolfo Vianna Martins Filho, observador militar da Missão de Estabilização da ONU no Haiti (Minustah), aumentando para 15 o número de militares brasileiros mortos no terremoto que atingiu o país na terça-feira.

iG São Paulo |

Martins estava na lista de desaparecidos brasileiros desde o dia do tremor, na qual ainda restam três militares.

A médica Zilda Arns, fundadora e coordenadora da Pastoral da Criança, ligada à Igreja Católica , e Luiz Carlos da Costa, o segundo civil mais importante na hierarquia da ONU no Haiti , são outros brasileiros que morreram no tremor.

Outros 16 militares ficaram feridos no terremoto e foram levados para o Hospital Geral de São Paulo. Segundo um comunicado do Exército, todos ficarão internados "até o término do período de quarentena", mesmo os que já estão em condições de receber alta.

De acordo com a nota, "nenhum militar necessitou transferência para a Unidade de Terapia Intensiva" e "a maioria apresenta pequenas lesões sem gravidade", como fraturas, entorses e escoriações.

O terremoto de 7 graus na escala Richter ocorreu às 19h53 de Brasília da terça-feira e teve epicentro a 15 quilômetros de Porto Príncipe, a capital haitiana. A Cruz Vermelha do Haiti estima que o número de mortos ficará entre 45 mil e 50 mil.

*Com informações da EFE

Veja também:

Leia mais sobre terremoto

    Leia tudo sobre: haititerremoto no haititragédia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG