Exército colombiano mata 18 rebeldes das Farc

O Exército colombiano matou 18 guerrilheiros das Farc e capturou outros 13 nesta sexta-feira, em uma operação de Ano Novo na região de Meta, no sul do país, informou o ministro da Defesa, Gabriel Silva.

AFP |

Os 18 rebeldes foram mortos por ataques aéreos contra dois acampamentos das Farc, destacou o ministro Gabriel Silva.

"Este golpe de Ano Novo contra as Farc prova que a política de segurança democrática segue em frente, avança e se consolida cada vez mais. Enquanto todos os colombianos celebram suas festas de fim de ano, nossos soldados mantêm seu compromisso de enfrentar o narcoterrorismo nas selvas do país".

Segundo oficiais, a Força Aérea bombardeou dois acampamentos das Farc com capacidade para abrigar até 200 guerrilheiros, enquanto forças especiais cercavam os rebeldes por terra.

A operação militar faz parte das ações do governo para encontrar os responsáveis pelo sequestro e morte, há dez dias, do governador de Caquetá, Luis Francisco Cuéllar.

Cuéllar, 69 anos, sequestrado em sua casa, foi degolado durante a fuga dos rebeldes, diante da impossibilidade de levá-lo caminhando pela selva.

O governador, eleito com o apoio do Movimento Social Indígena, em outubro de 2007, já havia sido sequestrado quatro vezes antes de assumir a direção de Caquetá, uma região de forte presença das Farc.

O sequestro e assasinato de Cuéllar foi o crime mais grave contra um político na Colômbia desde que o presidente Alvaro Uribe assumiu o poder, em agosto de 2002.

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) contam com entre 6.000 e 10.000 combatentes, sendo a guerrilha mais antiga do país, com 45 anos de luta armada.

nn/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG