Exército colombiano abate braço direito do líder das Farc

"El Abuelo" era responsável pelas finanças das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia

EFE |

O Exército colombiano abateu "El Abuelo", responsável pela segurança do chefe máximo das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Alfonso Cano, e encarregado das finanças, informou à Agência Efe uma fonte oficial, pouco depois de o presidente Juan Manuel Santos ter dito que anunciaria neste sábado um "grande golpe" contra a guerrilha.

Segundo a fonte, que pediu anonimato até que a informação seja divulgada formalmente pelo presidente Santos, Alirio Rojas Bocanegra, conhecido como "El Abuelo", "administrava parte das quadrilhas que protegem Cano", assim como as "finanças do Bloco Central das Farc", pelo que era o braço direito do máximo líder rebelde.

O guerrilheiro era o encarregado de coordenar todos os anéis de segurança de Alfonso Cano e tinha sob seu controle 16 estruturas das Farc.

O Bloco Central, do qual administrava as finanças, é o mais importante desta guerrilha que luta há quase 50 anos contra o Estado colombiano.

Atualmente, as Farc são dirigidas por Cano, cujo verdadeiro nome é Guillermo León Sáenz e que assumiu o comando da guerrilha em 2008, após a morte de Manuel Marulanda Vélez ou "Tirofijo".

Aparentemente, "El Abuelo", com 23 anos a serviço das Farc, foi abatido no departamento de Tolima, onde era instrutor de um centro de treinamento.

    Leia tudo sobre: COLÔMBIACONFLITO

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG