Exército chinês disparou contra uma multidão no Tibete, acusa o Dalai Lama

O Dalai Lama acusou o exército chinês de ter disparado contra uma multidão no último dia 18 de agosto no leste do Tibete, e mencionou a cifra de 140 mortos nesse confronto, apesar de afirmar que ainda não confirmou esse saldo de vítimas, em uma entrevista ao jornal francês Le Monde desta quinta-feira.

AFP |

Indagado se a repressão prosseguia no Tibete, apesar da trégua olímpica, o Dalai Lama afirmou que o exército disparou de novo contra a multidão em 18 de agosto passado, na região de Kham, leste do Tibete".

"Cento e quarenta tibetanos teriam morrido, mas esta cifra precisa ser confirmada", declarou o líder budismo tibetano, que realiza uma visita pastoral na França.

cls/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG