Exército boliviano rejeita intervenção estrangeira durante crise

LA PAZ (Reuters) - As Forças Armadas bolivianas disseram na sexta-feira que não permitirão intervenções militares estrangeiras na profunda crise política que despertou protestos. Foi rejeitada também a oferta de ajuda feita pelo presidente da Venezuela, Hugo Chávez. Ao presidente da Venezuela, sr. Hugo Chávez, e à comunidade internacional, dizemos que as Forças Armadas (da Bolívia) rejeitam enfaticamente qualquer intervenção estrangeira, de qualquer tipo, disse o comandante em chefe das Forças Armadas, Luis Trigo, em um discurso televisionado.

Reuters |

'Não vamos permitir nenhum soldado ou força estrangeira em nosso território', acrescentou.

Chávez disse anteriormente que apoiaria movimentos armados caso o presidente boliviano, Evo Morales, fosse derrubado e que utilizaria quaisquer meios para colocá-lo de volta no poder.

(Por Marco Aquino)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG