Argel, 24 abr (EFE).- Doze supostos membros da organização terrorista Al Qaeda no Magrebe Islâmico (AQMI) morreram em uma grande operação realizada por unidades especiais do Exército argelino nas montanhas da província de Boumerdès, na região da Cabília, informou hoje a imprensa argelina.

A operação começou há três dias e mobilizou helicópteros de combate, que bombardearam intensamente as montanhas perto das localidades de Thenia e Zemouri, afirmam as mesmas fontes.

Os doze supostos terroristas, que faziam parte de uma das mais perigosas células da AQMI em operação na Cabília, morreram na zona de Sidi Yahia.

O suposto chefe do grupo, Khelifi Youcef, morreu na noite da quinta-feira em uma emboscada colocada pelas forças antiterroristas na província de Boumerdès.

As fontes afirmam que a operação do Exército continua aberta, e que os militares tentam agora chegar a uma zona montanhosa de muito difícil acesso, onde acham que há outra célula da Al Qaeda. EFE sk/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.