Washington, 25 dez (EFE).- O Exército dos Estados Unidos, que já tem 65 mil soldados a mais que antes da invasão ao Iraque, precisa de pelo menos outros 30 mil para atuar nas campanhas do mundo todo, informou hoje o jornal The Washington Times.

O subsecretário do Exército, Nelson Ford, disse em uma entrevista à publicação que "não é possível cumprir todas as tarefas encomendadas com o número de militares" que existem agora.

O Exército tinha 482 mil soldados no início de 2003, antes que o Governo do presidente George W. Bush resolvesse invadir o Iraque.

Ford declarou ao jornal que essa força precisa de 580 mil soldados "para atender à demanda atual e ter 'tempo de preparação'".

Os Estados Unidos atualmente têm 145 mil soldados no Iraque e outros 30 mil no Afeganistão.

Segundo Ford, "a demanda de soldados se estende além das zonas de guerra, já que os comandantes em outras regiões também precisam de tropas".

O presidente eleito dos EUA, Barack Obama, indicou que enviará pelo menos três brigadas de combate adicionais ao Afeganistão, e o Pentágono já identificou uma brigada aérea do Exército que irá a esse país nos próximos meses. EFE jab/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.