Exército americano constrói muro em Sadr City

O Exército americano iniciou a construção de um muro no bastião xiita de Sadr City, em Bagdá, onde novos confrontos com milicianos deixaram pelo menos 15 mortos neste sábado.

AFP |

O comando americano garante que o muro de concreto, de vários metros de altura, vai impedir os disparos de foguete contra outras zonas da capital iraquiana.

O Exército de Mahdi, a milícia do líder radical xiita Moqtada Sadr, condenou a obra, que divide o bairro de mais de dois milhões de habitantes, onde tropas iraquianas e americanas enfrentam os milicianos em frequentes escaramuças.

O porta-voz do movimento "sadrista" em Najaf, Salah al-Ubeidi, disse que o muro "criará novos problemas para os habitantes de Sadr City e isolará a comunidade.

Já um porta-voz do Exército americano, coronel Steven Stover, afirmou que a construção do muro não afetará a vida cotidiana dos mais de dois milhões de habitantes de Sadr City.

O muro "será bom para a segurança, mas complicará o tráfego de veículos e impedirá o povo de trabalhar e fazer compras", disse Muthanna, um jovem trabalhador do bairro. "Vai ser como na Palestina".

Desde a invasão americana, em março de 2003, centenas de muros foram construídos em Bagdá para evitar ataques contra as forças americanas e iraquianas e a população civil.

afp/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG