O Exército americano anunciou nesta segunda-feira a libertação na quarta-feira do fotógrafo iraquiano da agência Associated Press, preso há dois anos.

Bilal Hussein, 36 anos, foi detido em 12 de abril de 2006 em Ramadi, 100 km a oeste de Bagdá.

A justiça iraquiana concedeu anistia a Hussein, explicou o Exército dos Estados Unidos.

"Depois da atuação dos tribunais iraquianos, reavaliamos as circunstâncias da detenção de Hussein, e consideramos que ele já não representa mais uma ameaça à segurança", declarou o general americano Douglas Stone.

O Exército americano acusou o fotógrafo de "terrorismo", baseando-se na alegação de que ele aparecia freqüentemente nos locais onde ocorriam ataques rebeldes.

jds/yw

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.