Exército ajuda no resgate de vítimas de inundações na Índia

Nova Délhi, 1 set (EFE).- O Exército indiano se uniu aos trabalhos de resgate das centenas de milhares de pessoas que permanecem isoladas, sem alimento e água potável, devido às graves inundações que alagaram distritos inteiros do estado de Bihar, no norte do país.

EFE |

Cerca de 4.500 membros do Exército colaboram com as equipes de resgate para socorrer os desabrigados, afirmou uma fonte militar à agência "PTI".

Segundo a fonte, a tarefa está sendo supervisionada pelo chefe do Comando Central do Exército, o general H.S. Panag.

A operação conta ainda com o auxílio de seis helicópteros militares, que distribuem mantimentos às pessoas isoladas ou ajudam nos resgates em áreas inacessíveis por terra.

"Três pelotões das forças de defesa participam da remoção das pessoas que ficaram isoladas", disse o secretário adjunto do departamento de gestão de desastres do estado de Bihar, Prayaya Amrit, citado pela agência de notícias "Ians".

Amrit assinalou ainda que o Governo estadual requisitou a intervenção de outras 25 tropas militares.

Até o momento, segundo números oficiais, cerca de 470 mil pessoas foram removidas e mais de 150 mil foram alocadas em acampamentos construídos pelas autoridades.

Na última quinta-feira, o Governo da província tinha calculado em um milhão o número de pessoas isoladas pelas inundações causadas pelo transbordamento e mudança de curso do rio Kossi, devido à ruptura de diques durante as chuvas de monção.

No fim de semana, o nível das águas voltou a subir e inundou novas áreas de cinco distritos de Bihar.

A ajuda recebida ainda é insuficiente para os três milhões de desabrigados em cerca de 1.600 municípios de 16 distritos do estado, o mais pobre do país.

"Estão chegando mais equipes de ajuda, mas não são suficientes para atender às necessidades. Precisamos imediatamente de água potável e comida", disse à Agência Efe o diretor da ONG Action Aid para a região de Bihar, Vinay Ohdar.

Até o momento, se calcula que 76 pessoas morreram em decorrência do temporal, mas, segundo Ohdar, o número pode chegar a dois mil devido ao grande número de desaparecidos.

O deslocamento de pessoas atingidas pelas inundações, as piores registradas no estado de Bihar nos últimos 50 anos, transformou localidades como Madhepura em cidades fantasma. Segundo cálculos oficiais, mais de 30 mil de seus 45 mil habitantes fugiram desde a semana passada. EFE mb/ev/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG